SBA Empreenda

Notícias Empresariais Positivas:

Parede: a primeira eco-cidade do mundo

Parede: a primeira eco-cidade do mundo

 

Os Emirados Árabes e a China planeiam erguer as suas próprias eco-cidades (cidades ecológicas), mas a de Portugal deve tornar-se a primeira completamente construída até 2015 – a previsão é de que abra as portas já no próximo ano.

 

PlanitValey.jpgNa eco-cidade de Parede, no distrito do Porto, a água será tratada com energia renovável e os edifícios terão telhados cobertos com plantas para reduzir a temperatura local e também para absorver os poluentes e a água proveniente da chuva.

Estas são algumas características semelhantes a outras eco-cidades, mas o diferencial da PlanIT Valley, como é chamada a versão portuguesa, será o seu cérebro. O complexo utilizará dados colectados por uma rede de sensores, semelhante a um sistema nervoso, para controlar a geração de energia e da água e o tratamento de resíduos como se fosse um “metabolismo urbano”, cita o executivo-chefe da empresa responsável pela execução do projeto, Steven Lewis, da Living Planit.

Sensores em cada um dos prédios serão capazes de medir a ocupação, a temperatura, a humidade e a energia consumida. Essas informações poderão ser usadas para controlar a cidade toda: se um sensor mostrar que o nível de água está baixo num edifício, o sistema vai transferir a água de outro prédio que a tenha em excesso.

De acordo com os fabricantes, uma central urbana vai processar todos os dados colectados pelo sistema de sensores – cerca de 5 petabytes diários. E, para prevenir problemas com colectivos, cada prédio terá a sua própria unidade computorizada que funcionará individualmente.

Além disso, a PlanIT Valley terá câmaras de monitoramento que serão capazes de localizar crianças perdidas em centros comerciais, por exemplo, e cruzar dados como roupa e aparência para ver se se enquadram na descrição da criança.

Segundo o projecto, a cidade também terá capacidade para reciclar ou transformar em energia 80% do lixo. Com enzimas para estimular micróbios a digerir o lixo, surgirão resíduos que poderão ser fermentados ou destilados em biocombustíveis e usados em carros ou na geração de electricidade.

Já os restos que não podem ser digeridos serão aquecidos num reactor a 400 ºC, sem a presença de oxigénio, um processo conhecido como pirólise, para gerar energia ou mesmo fertilizantes.

Nem mesmo a separação de lixo que estamos acostumados a fazer com plásticos e vidros será necessária. Todo o material passará por uma central que eliminará a contaminação orgânica, resultando em mais material reciclável no final do processo.


Fonte: Folha – 11/10/2010

SBA Empreenda - A sua ideia, Agora!!!Contacte-nos ainda hoje sem compromisso.
(clique aqui)

Tel. Fixo: 21 145 27 80 / Telm.: 93 542 53 57

ou através do endereço electrónico:  geral@sbaempreenda.pt
 

Estamos 100% disponíveis para qualquer esclarecimento.

Sobre a SBA Empreenda

A SBA Empreenda assume-se como uma entidade de apoio ao empreendedor, através dos nossos serviços SBA Empresas & SBA Formação, visando potenciar, apoiar e desenvolver novos projectos, novas ideias ou reestruturação de negócios. 

Mais Informações

Contactos Gerais

Telefone: (+351) 21 145 27 80

Telemóvel: (+351) 93 54 25 357

Fax: (+351) 218 531 826

Mais Informações

Contacte-nos
1000 caracteres à esquerda